sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

ANGELITA


Tatuar o corpo de ANGELITA
Nas escrituras da vida
É a grande obra do poeta JOSÉ TERRA

Apresentar teu rosto ao sol e à chuva
É amar incondicionalmente a criança e o idoso.
Maravilhar as tuas mãos
É unir todo homem e toda mulher.
Pousar-te no peito
É fazer a música maior dos anjos.
Creio que dormir entre teus seios
Tem a magnitude do vinho de DEUS.
Não existe diferença entre estar nas tuas coxas
E comer o pão e o peixe do dia.
Sou transcendental : admiro e amo tua bunda.
Inscrever o amor-paixão nas tuas costas
É saber a essência das coisas eternas